Nós

Eu tenho a regência deste time. Acredito que a comunicação aberta entre nós é o nosso trunfo. E acredito porque minha área de base é a fonoaudiologia e foi dela que tirei tudo o que faço hoje, mesmo que não pareça, quando as pessoas me vêem falando de comunicação profissional, preparação vocal de elencos, diretora de voz e daí em diante, diretora de casting, de video e depois, diretora geral de uma web tv institucional.

Os prêmios em video vieram como uma sucessão de respostas ao que o meu instinto dizia pra inovar e daí a ficar entre os melhores curtas do mundo, ganhar mais alguns prêmios na Europa e aqui no Brasil foi um pulo – justo o que me deu coragem de aceitar dirigir uma WEB TV legislativa, aqui em Salvador e, depois de 2 anos, já ser exemplo de qualidade de programação no Brasil. Mas tudo isso nasceu do trabalho de uma equipe que foi se modificando, mas sem perder a essência do trabalho e da forma como sempre trabalhamos – juntos.

Eu, carioca. Ana Santos vem de uma “terrinha do interior de Portugal”-Barroselas, como ela mesma diz. E muuuitos baianos. Aliás, o que dizer deste Salvador da Bahia, que nos abraçou a todos na hora em que aqui chegamos e que nos ajudou e ajuda a escolher a essência deste grupo bem humorado, mas de trabalho dedicado? Nada, né? Ela – a Bahia – para poucos – dá régua e compasso. Pois deu pra nós também.

Nós somos parte de A COR DA VOZ. Uma empresa que pelo nome já se afirma como quem trabalha com o material mais mágico, mais musical que existe – a palavra e a comunicação, porque as pessoas precisam faze-lo cada vez melhor pessoal e profissionalmente e porque a voz humana cria imagens que contam a nossa história melhor do que tudo. Mas não criamos apenas imagens metafóricas nascidas da voz – criamos roteiros, programas de TV, filmes,spots, locuções, projetos, consultorias, DOCs, peças de teatro, peças de ficção… afinal, temos que fazer ao “criações”, antes do “produções”…

Então, porque estamos juntas nesse momento, aí vai quem é o nós:

Ana – eu – toca alguns dos muitos instrumentos necessários para que uma produtora de ideias e projetos, como nós, se movimente. Também é minha a direção, de modo geral. A outra Ana – a Gringa – veio pra assumir parte da criação e o planejamento, já que pensar numa logística pra cada coisa e colocar ordem na casa é uma tarefa que requer uma organização interna invejável. Além disso, é a especialista em corpo com que sonhei e soube esperar porque ela demorou bastante pra aceitar sair de Portugal! Técnica olímpica da dupla portuguesa de vôlei de praia em Sidney,  Ana Gringa lidera grupos e constrói ações com obstinação. E como corpo e voz são complementares no teatro, video, em projetos de educação, desporto e de atividade física porque tudo é corpo, o corpo é gesto e tudo se subjetiva na comunicação, fazemos um trabalho perfeccionista e complementar, juntas – cá estamos.

 

Blog